Como os brasileiros estão consumindo vídeos em 2018

Pesquisa aponta o crescimento de 135% no consumo de vídeos na web contra 13% na TV e o Youtube como a principal plataforma online

Por Erica Mendes

A pesquisa Video Viewers, realizada pelo Google, em parceria com o Instituto Provokers e a Box 1824, chega em sua quinta edição contando quais são as preferências atuais dos brasileiros para assistir vídeos. De cara, a pesquisa revela que, desde quando ela começou a ser feita em 2014, houve um crescimento de 135% no consumo de vídeos na web contra 13% na TV.

TV versus Web

Em 2014 os brasileiros ficavam, em média, 22 horas semanais na frente da TV, já em 2018 ficam quase 25 horas, pouco mais de 13%. Em compensação, o número de horas assistindo vídeos na web saltou de 8 horas semanais para 19, apresentando um crescimento de 135%. Esse resultado aponta uma forte mudança de hábito e a tendência de que, no futuro bem próximo, os vídeos onlineterão maior audiência do que a telinha.

Mas o que desperta tanto a atenção dos consumidores para os vídeos online? 80% dos que acessam a web buscam conteúdos que a TV não oferece.

Smartphone versus Smart TV

O smartphone ainda é o aparelho preferido de 75% dos brasileiros para ver seus vídeos online. No entanto, desde 2017, também há um crescimento no uso das Smart TVs, que pode ser explicado pela queda nos preços destes aparelhos e dos incentivos de compra por ocasião da última Copa do Mundo.

 As motivações do consumo de conteúdo em vídeos no Brasil

A pesquisa traz os quatro principais drivers motivacionais da busca de conteúdo no formato de vídeo, apontando as intenções de quem assiste: entretenimento 38,7% – a pessoa quer se divertir, conhecimento 29,8% – a pessoa quer se informar, conexão 22% –  a pessoa busca sentir algo em conjunto e identidade 9,2% – a pessoa busca se encontrar.

Youtube: a plataforma que encabeça a mudança de hábito

Segundo Maria Helena Marinho, Market Insights Manager, o Youtube é a plataforma “que trouxe uma nova forma de consumir esse tipo de conteúdo, levando as pessoas a serem mais ativas e a se empoderarem”.

No Brasil, ele já tem o segundo maior sharede vídeos assistidos no Brasil. Ainda segundo a executiva, “ a pesquisa Video Viewers mostra que ele é o campeão da preferência das pessoas para assistir a vídeos, além de ser o 2º maior destino para o consumo desse formato no país, ficando apenas 3 pontos percentuais atrás da líder, a TV Globo”.

Analisando a audiência da TV e dos canais online, a Globo e o Youtube têm a maior proporção de vídeos assistidos em cada uma das quatro motivações de consumo de vídeo no Brasil.

Quando questionadas sobre o atrativo do Youtube, as pessoas disseram que as principais tendências e os assuntos do momento aparecem primeiro nessa plataforma.

O resultado completo da “Pesquisa Video Viewers: como os brasileiros estão consumindo vídeos em 2018’ está disponível aqui.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado