Fazenda de pérolas se adapta à crise e mantém cultivo para garantir pérolas no futuro

Pearls of Australia gera com sucesso duas espécies de ostras mesmo durante a pandemia

Por Caroline Sanches

Por causa de uma queda sem precedentes na receita devido à pandemia do COVID-19, a Pearls of Australia – que produz pérolas cultivadas em fazenda localizada no oeste da Austrália – reinvestiu recursos em seu programa de criação de ostras.

Além de pérolas, a empresa também gera receita como venda de joias de pérolas e passeios pela produção da fazenda. No entanto, seus negócios de varejo e turismo foram severamente impactados pela crise do COVID-19. Segundo o diretor James Brown divulgou, o negócio perdeu mais de 90% de sua receita nos últimos meses devido a essa pandemia.

Em vez de fechar suas operações, a Pearls da Austrália transferiu 10 funcionários de varejo e turismo para ajudar na criação de ostras. Desse modo conseguiu manter 100% de sua equipe principal.

Além disso, manteve ativo o programa de criação de moluscos, o que representa um investimento significativo no futuro da indústria de pérolas. “Ao continuar este programa de criação, estamos demonstrando confiança na longevidade de nossa indústria, pois os resultados dessas pérolas só terão retorno comercial daqui mais cinco a 10 anos”, explicou Brown.

A Pearls of Australia cultiva as gigantes ostras Pinctada máxima, que produzem pérolas do Mar do Sul da Austrália, e Pinctada fucata , que produz pérolas da Akoya da Austrália, em Nova Gales do Sul. Nesses cultivos, o tempo é fator determinante. É preciso alinhar as fases da lua e as estações do ano para que se desenvolvam em sua plenitude. Segundo a empresa, as luas cheias de fevereiro e março são as melhores épocas do ano, por isso foi importante não interromper as atividades.

Além disso, se eles não tivessem realizado a desova por causa do COVID-19, independentemente do resultado, não haveria reservatório de casca para semear as pérolas em 2023 e nenhuma pérola para colher em 2025. Olhar para o futuro é um incentivo extra para manter o negócio no presente, ainda que o momento seja conturbado.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado