Mitos sobre o neuromarketing e a sua importância no e-commerce

Infelizmente, a maior parte dos empresários, profissionais autônomos e liberais ainda não entendeu que as pessoas não gostam de ter ninguém vendendo nada pra elas. E que, na verdade, são as pessoas que gostam e querem comprar sem ninguém vendendo para elas. Erroneamente, muitos ainda acreditam que os clientes esperam desesperadamente por um anúncio, uma chamada ou uma venda para então comprar da sua empresa. Consequentemente, isso faz com que muitos empresários percam grandes possibilidades de vendas e de sucesso.

Atrair clientes de forma que eles acreditem que estão comprando de você, sem que você ofereça diretamente, é uma habilidade que somente quem entende do comportamento humano aplica. E é exatamente no neuromarketing que está a chave que abre esse cadeado na mente do cliente.

Resumidamente, o neuromarketing ajuda a entender melhor a mente do consumidor. Assim, a empresa consegue desenvolver melhores produtos que de fato facilitam a vida do cliente e atendam suas reais necessidades. Infelizmente ainda há no mercado empresários com receio em investir, conhecer e entender um pouco mais sobre o comportamento humano. Isso porque ainda existem muitos mitos sobre o neuromarketing — e eu trago aqui três deles.

Mito 1: manipulação extrema

Muitos acreditam que o neuromarketing é uma ferramenta injusta e manipuladora, feita para enganar os consumidores a comprarem qualquer produto. Entretanto, isso não é verdade. Como já mencionei, ele prevê o comportamento do consumidor. E isso acontece porque é possível ter uma base das características e informações que habitualmente o cliente e as pessoas já têm — e que de alguma forma geram um impacto emocional quando elas são estimuladas para o consumo. Ou seja, de alguma forma o cliente se sentirá emocionalmente envolvido com o seu produto e/ou serviço e tão breve comprará de você.

Mito 2: botão de compra na mente

Pessoas também acreditam que utilizar o neuromarketing nas vendas permite acessar algum “botão de compra” na mente do consumidor — e, por meio disso, o botão é ativado. A realidade é que não existe nenhum botão. O neuromarketing é uma ciência que compreende os processos de compra na mente do consumidor e o que o faz comprar (ou não) um produto ou uma marca.

Mito 3: é só para grandes empresas

Outro mito é a crença de que somente grandes empresas têm a capacidade de contratar um especialista em neuromarketing para produzir uma comunicação persuasiva. Mas isso também é outro erro! É possível aplicar a neurociência ao marketing em empresas de vários tamanhos e em distintos segmentos. Para isso, as empresas só precisam querer entender de fato o cliente e ter o desejo de aplicar uma comunicação mais efetiva com o seu público alvo.

Estudando um pouco mais sobre o assunto e aplicando isso em seu e-commerce, você falará diretamente com o cérebro comprador do seu cliente — e ele irá comprar de você de forma natural. Faça um teste!

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado