Negócios aplicam o Marketing de Remodelação para se reinventar

O modelo oferece ferramentas para acompanhar o mercado

Da Redação

Negócios de diversos setores do Brasil e do mundo estão lutando para superar a crise econômica ocasionada pela pandemia do novo coronavírus. Uma das estratégias adotadas por empresas tem sido o Marketing de Remodelação. Este conceito criado pelo frontman da Eagence, Rodrigo Cardoso, reúne ferramentas que otimizam a identificação de novas oportunidades no mercado, adiantando a necessidade de adaptação às mudanças.

“O Marketing de Remodelação é um movimento com vários frames words que direcionam nossa equipe a se conectar com o mercado em que o cliente está inserido para identificar mudanças que possam se tornar oportunidades”, explica Rodrigo Cardoso.

A necessidade de se reinventar, porém, é algo constante no mundo dos negócios, e tem grandes exemplos no passado e no presente. Cardoso cita como exemplo a gigante Shell.

“Ela começou com exportação e transporte de conchas do mar e identificou a necessidade de barcos mais rápidos para este transporte. Então, passou a investir em barcos a motor para levar seus produtos e terceirizar o transporte de outros. Então, a Shell identificou também a necessidade de petróleo para estes barcos e se inseriu neste mercado também. Isto é se remodelar de acordo com as oportunidades do mercado”, observa Cardoso.

No presente, para aplicar o Marketing de Remodelação, são realizadas estratégias a partir da avaliação e alinhamento do propósito da marca, do uso do canvas reshape, do direcionamento de tons de voz, definição de arquétipos, entre outras ferramentas da comunicação. Juntas, elas facilitam a identificação de informações que são analisadas pela equipe da Eagence, que está preparada para se antecipar às oportunidades de mercado do cliente, posicionando-o de acordo com o momento.

Para Cardoso, os empreendedores que acreditam que os negócios serão os mesmos após a pandemia perderão muitas oportunidades. “O comportamento do consumidor já mudou, vai continuar mudando e nunca mais será o mesmo – o sistema delivery está aí para comprovar a tese”, afirma.

O criador do Marketing de Remodelação adianta que, no pós-pandemia, alguns segmentos deixarão de existir. Ele aponta, também, que as pessoas darão ainda mais importância à saúde e à higiene, e que a reciprocidade será o ponto forte de muitas relações. Estes e outros comportamentos que estão ganhando mais repercussão impactarão diretamente os modelos de negócios, que devem se atualizar o quanto antes. “Se pudesse dar uma dica para todo mundo seria: não fique parado! Movimente-se, veja seu negócio por outros ângulos e crie novas possibilidades”, encerra.

Não existem comentários ainda

Comentar

Seu email não será publicado